fbpx

Olá, meus conterrâneos do Marketing Digital!

Hoje eu vim falar da coisa que eu mais amo na vida: CINEMA!

O cinema teve seu início no fim do século XIX apenas como uma grande máquina que reproduzia uma sequência de fotos de um trem chegando à estação. Para os que menos que sabem, o filme foi exibido em Paris e se chamava “A chegada do trem à Estação de Ciotat”, feito pelos pais do Cinema, os irmãos Lumière.

Na época, esse pequeno filme de 50 segundos causou um desespero no público ao ver um trem indo em direção a tela, criando assim a primeira e famosa reação a um filme na telona. A partir disso, nunca mais veríamos o mundo com os mesmos olhos.

O Cinema começou assim, mudo e sem muitas exibições, justo a arte que tem muito o que falar.

No entanto, não demorou muito para o Cinema tomar forma e flertar com algo que viria a ser muito importante: a publicidade. Em 1895, em Paris, os irmãos Lumière promoveram uma sessão cinematográfica com 10 filmes, que foi um sucesso no Grand Café e permitiu que aquela máquina que colocava imagens em uma grande tela fosse mais explorada.

Quem não conhece Charles Chaplin e o seu diálogo entre a comédia e a crítica social com filmes como “Tempos Modernos” e “O Grande Ditador”? Filmes como esses que viriam para revolucionar, não só o Cinema, mas também a forma como vemos e consumimos arte.

O que aconteceria com uma mídia onde se pode ver, ouvir, sentir e se emocionar? A resposta pode se encontrar até mesmo em nossa cultura e nosso consumo. Por exemplo, esse que vos fala, está escrevendo rodeado por pelo menos 100 itens relacionado à filmes.

O profissional de marketing, ao perceber o impacto que a arte pode causar nas pessoas, usa desse meio para influencia, pois o Cinema é capaz de mudar comportamentos e mexer com a cabeça de multidões, se tornando assim um dos negócios mais lucrativos que existem.

Mas Caique, como o Cinema influencia o Marketing?

O Marketing no Cinema está na lata de Coca-cola que o personagem principal está bebendo; nas roupas que a protagonista veste que vira a última moda nos Estados Unidos; ou até mesmo no super-herói que vira o boneco mais desejado pelos mais jovens.


Hoje em dia, o Cinema faz seu Marketing com a influência que ele causa nas pessoas, seja em um objeto, um estilo, uma cena emblemática, um diálogo impactante. São coisas que geram engajamentos nos mais badalados cantos da internet, que consequentemente, promovem o filme.

O trabalho da Disney com todas a suas obras é um dos maiores exemplos desse impacto nos dias de hoje. São milhões e milhões que a empresa faz em cima de action figures, roupas, parques temáticos, peças de cama, itens decorativos e mais uma vasta lista de produtos que geram lucro.

Vamos ver o inverso: Como o Marketing influencia o Cinema?

O Marketing influencia o Cinema quando a parte comercial é capaz de mudar os rumos de um filme ou uma franquia. E nesse caso, quando falamos de ‘parte comercial’, falamos do consumidor em si.


Veja o filme do “Sonic” de 2020, por exemplo. Um filme que teve mudanças consideráveis no visual do seu protagonista por conta de uma mobilização da internet. Mesma coisa aconteceu com o recém lançado “Liga da Justiça de Zack Snyder”, que se trata de um filme de 2017 que teve seu relançamento este ano com a tão esperada “versão do diretor”.

Sendo assim, com movimentos do público através da internet, o filme foi relançado e abriu portas pra mais acontecimentos como esse na história do Cinema. E em contra partida, somente o fato do filme ter sido “criado” através da mobilização, já é uma propaganda para o filme. Não é demais como o Cinema e o Marketing conversam?

Comenta aqui o que você acha sobre isso e me fala outros exemplos onde o Cinema e o Marketing se entrelaçaram!

Por Caique Sant’anna


0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *