fbpx

Há uns 7 anos, pela primeira vez, pronunciei a palavra “avante” com a certeza de que não mais me descolaria dela. Sim, isso foi pura intuição! Não me provoque, pois este não é o momento apropriado para divagarmos sobre intuição. Me ajuda, vai? Quase não resisto!

Bom, preciso voltar ao ponto inicial. Confesso que eu estou aqui “trêmula de emoção” por estar com essa grande responsabilidade: inaugurar o blog da Moving.

Viva o blog, viva a Moving!

A Moving completou 5 anos de existência no dia 4 de fevereiro. Então, pensei que essa estreia deveria falar dessa jornada que envolve ilusões, persistências, permanências, mudanças e pessoas.

Ilusões! Se limitam ao não ter a clareza do que é empreender no Brasil. Temos uma ideia, um desejo, um projeto e acreditamos que ser reconhecido como pessoa jurídica na nossa terra querida será motivo para muitos apoios e reconhecimento da nossa empreitada. Deveriam dizer para nós: “Uau!”. Isso não acontece!

Conseguir investimentos, tratar a burocracia que envolve desde a abertura até a emissão da primeira NFS-e, você precisa estar determinado a vencer. A realidade é que o Estado é lento e te cobra caro para que você exista. As instituições que deveriam te apoiar e incentivar o seu projeto fazem o “teste dos 2 anos” para saber se você finaliza ali de acordo com as estatísticas ou se seguirá em frente, algumas vezes, bem verdade, em “frangalhos”. Avante!

A Moving não foi idealizada porque tinha uma ideia genial ou porque estava inventando algo inusitado. Timidamente, apenas queria existir, ser séria nas suas propostas e entregas, ser autêntica, permitir que vários pudessem participar, ser humana, ser uma Consultoria empresarial dedicada ao crescimento e benefício de muitos.

Persistência! Surgem possibilidades ou oportunidades para desviar o foco. Parece que o Universo nos testa, nos pergunta várias vezes e de formas diferente assim: “isso é o que realmente você quer?” Por vezes te disponibiliza algumas vantagens se você mudar de rumo ou te testa na dor. Fui testada nos dois. Avante!

Nessa saudável e honrada jornada após a persistência, vem?

Permanência. Sim, você diz ao Universo assim: “eu quero, quero muito, porque me sinto preenchida de propósitos e emoções autênticas.” Quando você chega aqui, já não abre mais mão dos valores e crenças poderosas, como se virássemos verdadeiros “guerreiros da boa causa” e aí, adivinha? Avante!

Permanência não significa teimosia ou rigidez. Para saber se seu “estado de permanência” é saudável, fique atento à sua flexibilidade para realizar mudanças.

Mudanças são bem recebidas e permitidas nesse processo. É exatamente isso que traz a melhoria, o aprendizado e o crescimento em variadas perspectivas. Oportunidades surgem quando nosso coração está disponível para receber o novo. Agora eu te conto, foi assim que surgiu a Moving Digital e a Moving Academy! Eu preciso dizer, Avante!

Te convidei a passear aqui na descrição dessa jornada, assim como outras pessoas que ajudam, ajudaram, caminham e caminharam comigo. Nenhuma atrapalhou ou contribuiu negativamente, mesmo que desejasse. Aproveitei cada crítica, cada elogio, cada apoio, cada desapoio. Aproveitei a raiva, a alegria, a tristeza, o medo e o amor para persistir, permanecer, mudar e relacionar. Por essa razão, seguimos!

Tudo o que eu escrevi foi ditado pelo coração e por isso estou em paz!

Espero ter conseguido fazer você sentir de alguma forma nossa alegria, nosso amor, nosso compromisso em fazer o melhor. Por quê? Porque assim é a Moving!

Viva o blog, viva a Moving!

Avante, sempre avante !

Rosana Chaves


1 comentário

João · 19 de fevereiro de 2020 às 18:07

Que belíssima história!!!! Estou encantado e empolgado com essa empresa!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *